7 dicas para otimizar o giro de estoque dos materiais de construção

Publicado em 9 de fevereiro de 2024
Giro de estoque dos materiais de construção

O setor de materiais de construção envolve diversos produtos, como os de alto valor e longa durabilidade. Isso faz com que o giro de estoque seja mais lento. Neste conteúdo, aprenda como acelerar o movimento na sua loja e evitar perdas financeiras.

Aliás, esse não é o único problema de ter produtos parados no estoque. Outros são:

  • Capital de giro preso,
  • Aumento do custo de armazenamento,
  • Obsolescência de produtos (ficam ultrapassados) e
  • Piora da experiência do cliente (sem capital, sem novos investimentos).

Definitivamente, um super estoque não indica o sucesso. Muitas vezes, ele causa um desequilíbrio no fluxo de caixa. Portanto, tão importante quanto ter bons fornecedores ao seu lado é saber a quantidade e qualidade de mercadorias disponíveis para a venda.

7 estratégias para otimizar o giro de estoque

Otimizar giro de estoque

Personalização. Essa é uma palavra-chave necessária na criação de estratégias que otimizam o giro de estoque da loja de materiais. As ideias abaixo devem ser analisadas a partir do seu objetivo e público. Entenda como fazer!

1 – Informe os vendedores

A primeira estratégia é falar com os vendedores sobre quais produtos estão parados no estoque há mais tempo. A ação ajuda na otimização do giro, ao mesmo tempo que se torna opção de venda para eles. Portanto, ter transparência com as equipes faz muita diferença.

O cross selling é uma das técnicas que pode ser usada. Ela relaciona produtos para uma mesma compra. Então, os vendedores podem sugerir esses itens adicionais, que faz todo sentido com o que os consumidores estão levando, aumentando o ticket médio.

Em outro blog, explicamos o que é cross selling e como usar nas vendas, leia aqui.

Ainda com foco nesses profissionais, uma sugestão pode ser a de criar uma campanha de vendas com foco em determinados produtos ou categorias. Assim, ao ter em vista uma premiação, é possível que a saída daqueles itens melhore.

2 – Use o visual merchandising

Essa é uma técnica de exposição de produtos que ajuda a organizar o visual da loja. Muitas vezes, uma pequena mudança de lugar pode indicar mais vendas de um determinado produto. Logo, quanto mais visíveis, mais atrativos aos olhos dos consumidores.

Não é raro encontrar situações em que o produto parado não recebe destaque na loja. O visual merchandising não tem a ver apenas com a localização, mas também com outras técnicas que podem favorecer o interesse do item, como no uso de placas promocionais.

O importante é pensar em formas de despertar o interesse do cliente no produto que precisa de mais atenção neste momento. Aqui, a principal dica tem a ver com a criatividade, já que ninguém conhece tão bem o seu público quanto você.

3 – Crie promoções

Em todo mercado consumidor, as promoções funcionam quando bem-feitas. Afinal, qualquer pessoa quer ter o sentimento de que pagou menos por um produto que vale mais. Essa ideia também se aplica para o segmento de materiais de construção.

Esse tipo de campanha pode ter vários objetivos, como para:

  • Atrair novos clientes,
  • Divulgar uma nova loja,
  • Lançar novos produtos e
  • Melhorar o giro de estoque.

Nesse último caso, exige-se uma boa matemática e gestão dos lojistas. Ao mesmo tempo que o consumidor precisa tirar vantagem, a empresa deve ter retorno financeiro. Para isso, aconselha-se avaliar todos os custos envolvidos e uma mínima margem de lucro.

Também é interessante saber que vários tipos de promoções podem acontecer. As mais comuns são as que ofertam descontos em percentuais, como 10% ou 30%. Outras, que podem ser válidas para quando há muitos produtos estocados, é a do “pague 2 e leve 3”.

Quer obter mais descontos nas negociações? Então clique e acesse o infográfico!

4 – Invista em kits

Após avaliar o inventário, uma boa ideia para otimizar o giro de estoque é a de criar kits ou combos de produtos. Para dar certo, no entanto, deve-se conhecer muito bem cada um dos itens que estão parados há mais tempo na loja.

Isso porque esses conjuntos devem ter semelhança entre si. Por exemplo, é possível criar um kit de cercamento, sendo que na compra o cliente adquire não apenas as telas, mas também os acessórios necessários para a atividade.

Aqui, os descontos são importantes para que esses kits sejam interessantes para a compra. Ou seja, não basta somar os produtos e os valores deles para formar o combo. É preciso que a compra deles, de uma só vez, gere economia para o consumidor.

5 – Pense em brindes

O uso de brindes parece uma ideia antiga. No entanto, funciona muito bem para determinados públicos, quando atrativos. Sendo assim, é mais uma estratégia interessante para dar vazão aos itens parados no estoque, melhorando o gerenciamento da loja.

Com relação aos melhores exemplos, varia muito. É possível encontrar cases de sucesso com o oferecimento de bonés até chaveiros de mini trena. Ou, ainda, blocos de notas para anotações, assim como um pequeno kit de ferramentas personalizado.

Dessa forma, é importante pensar nesses mimos de forma inteligente. O ideal é fazer um pequeno investimento de algo que vai gerar valor para a compra daquele produto parado

Ou seja, quanto mais vantagens reais tiver, mais chances de sucesso na campanha.

6 – Aposte em datas promocionais

Black Friday é um dos melhores exemplos para este tópico. No setor da construção civil também. Afinal, todas as pessoas esperam algo dessa data. E a grande maioria a aguarda para fazer compras, o que significa que a sua loja deve fazer parte desse movimento.

Apesar das diferenças com os eventos de outros países, aqui também podemos usar a data para “queimar o estoque”. Neste momento, onde tanto se espera dos descontos, que tal oferecer aqueles itens parados por um preço mais baixo do que o concorrente?

Obviamente, é só uma sugestão, sendo necessário pensar e planejar a campanha. De todo modo, é um cenário promissor, assim como outras datas sazonais. Ao ter um bom controle de vendas, inclusive, dá para saber quais os melhores meses para criar promoções.

7 – Realize vendas digitais

O mercado digital é uma realidade para as lojas de construções. Por isso, as dicas acima, sobre otimizar o giro de estoque, valem para esses meios. Inclusive, elas podem ser ainda mais assertivas quando consideramos o retorno sobre investimento (ROI) do marketing digital.

Em sites ou redes sociais, as campanhas personalizadas podem chegar ao público certo. E, consequentemente, gerar mais vendas. Nessa hora, é interessante pensar em estratégias para concretizar as vendas e diminuir o percentual de itens parados na loja.

Além desses caminhos, tem o e-mail marketing. Uma comunicação direta com o público, indicando várias vantagens. Por exemplo, a chance de enviar ofertas exclusivas, aumentando a taxa de conversão, o que é possível através das análises de desempenho.

Fornecedores: garanta um giro de estoque sempre otimizado

Ter um super estoque não é saudável para a loja. Nem mesmo a falta de itens estocados. Então, o que fazer? O ideal é ter uma boa gestão, o que inclui contar com fornecedores de confiança. Essa simples ação faz totalmente diferença no seu giro de estoque.

O motivo é simples: ter ao lado uma fabricante parceira, como a Cattoni, permite entregas rápidas. Além das visitas frequentes para avaliar as mercadorias com poucas ou muitas vendas. Logo, todo processo fica mais alinhado, das compras às vendas.

Sendo assim, para evitar a obsolescência de produtos e perda financeira com estoque parado, escolha bem seus fornecedores

E para ter acesso a mais dicas como essas, acesse a nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo no seu e-mail. 

Quer receber as novidades da Cercas Cattoni direto no e-mail? Então clique e assine a newsletter!