6 erros que você deve evitar na construção de galinheiro!

Publicado em 22 de outubro de 2020
6 erros que você deve evitar na construção de galinheiro!

Pensando em montar um galinheiro e está em busca de informações relevantes para tornar esta etapa a mais assertiva possível? Se for isso, ou algo do gênero, este conteúdo é super útil e irá te proporcionar informações valiosas: erros para não cometer na construção de galinheiro!

Já adiantamos que para construir um galinheiro, não é apenas erguer algumas paredes para confinar as aves e deixar que elas “se virem”. 

Ter um galinheiro adequado, é o mínimo a se fazer para garantir uma boa estadia as aves, digamos assim.

Então vamos ao que interessa! O que não fazer na construção de um galinheiro. Continue a leitura e saiba por onde começar e quais os cuidados tomar!

1. Efetuar a construção de galinheiro sem considerar a quantidade de galinhas

Está aí um erro que pode ser facilmente evitado. Basta você saber quantas galinhas pretende criar, para assim poder definir qual o tamanho ideal o galinheiro precisa ter, para que as aves sejam devidamente acomodadas.

Para ser mais assertivo nesta etapa, tenha em mente que é recomendado abrigar no máximo 4 a 5 galinhas adultas por metro quadrado (m²). Isso, no caso da construção de um galinheiro fechado.

2. Fazer a construção do galinheiro próximo a ambientes com predadores

Para evitar que isso aconteça, existem algumas opções. O mais correto é um galinheiro aberto, onde as aves possam ter uma estadia mais agradável. No entanto, dependendo da região onde será feita a construção do galinheiro, devido à ameaça de predadores, essa não é a melhor opção.

Então, considerando o espaço, você pode colocar cerca por cima e deixar as aves livres e seguras embaixo. Nesse cenário, basta reservar também um canto para elas dormirem, debaixo de uma proteção contra a chuva e frio.

Mas de modo geral, para proteger o galinheiro de animais domésticos ou demais predadores naturais, uma alternativa eficaz, prática e de baixo custo, é a utilização de tela para cercar o galinheiro por completo.

Nesse caso, a melhor opção é a tela de alambrado galvanizada, já que dentre muitas vantagens, este modelo de cerca é resistente, de fácil instalação e que pode ser facilmente personalizada de acordo com a finalidade.

3. Incidência de sol no galinheiro

Não ignore este fator, em hipótese alguma. Basta pensar que a incidência exagerada de sol é desagradável e prejudicial a todos os seres vivos, para entender o porquê é preciso escolher um ambiente que seja agradável às galinhas. 

Aliás, não apenas no verão, mas também no inverno. Ou seja, o mais correto é analisar como é a ação do sol no local onde você pretende construir o galinheiro, para saber como agir da melhor forma.

Fique atento:

  • Para o calor do verão, o ideal é que uma parte do galinheiro seja feita embaixo de uma árvore. Ou então, considere algum outro recurso para oferecer sombra as galinhas nas estações quentes do ano. 
  • Não esqueça que a luz do sol estimula as galinhas a botar mais ovos. Logo, não é aconselhável privar totalmente as aves do sol, mas sim aproveitá-lo conforme a necessidade. 

4. Colocar o ninho do galinheiro muito baixo

Existem alguns motivos para o ninho não ser feito em locais muito baixos, assim como o poleiro.

Na verdade, na construção do galinheiro, faça o poleiro em lugares altos, para otimizar espaço. Mas tenha cuidado para não colocar o ninho debaixo do poleiro. Do contrário, o ninho pode ser facilmente atingido por fezes. 

Para a construção do ninho no galinheiro, respeite a altura mínima de, no mínimo 60 centímetros do solo. O poleiro e o ninho em local alto são fundamentais principalmente para:

  • Desestimular os predadores;
  • Evitar que você bata ou tropece neles quando entrar no viveiro para alimentar as galinhas, recolher os ovos ou na hora da faxina.

Ah! Mas não deixe de fazer o ninho. Porque sem ele, as galinhas vão botar seus ovos no chão, aumentando o risco de quebrá-los. Além disso, os ovos devem ser recolhidos o mais breve possível, do contrário tem o risco de elas começarem a bicar os ovos.

5. Expor os ovos a bicadas

Quando o tamanho do ninho for insuficiente, os ovos podem ser danificados. Nessas situações, as galinhas começam a bicar os ovos, devido a uma rachadura acidental que seja. Não ignore isso!

Essa ação não é saudável para as aves, assim como inviabiliza o aproveitamento do ovo. Mas, em hipótese alguma utilize métodos ultrapassados, como cortar os bicos, para evitar que as galinhas biquem os ovos. 

Existem métodos mais inteligentes para evitar essas situações, como uma dieta completa e nutritiva, por exemplo, que pode desestimular as aves de bicarem os ovos.

6. Superlotação do galinheiro

Assim como os seres humanos, as galinhas possuem sentimentos, logo podem ficar estressadas e, provavelmente vão, se o espaço for muito pequeno. Então, se atente a este detalhe, muito importante por sinal, na hora de construir o galinheiro.

Tenha em mente que o estresse costuma fazer com que as aves fiquem se bicando e correndo de um lado para o outro, e isso cria riscos aos ovos e aos animais também.

Ações que podem ajudar são:

  • Para a construção de galinheiro, recomenda-se fazer ninhos espaçosos e com espaços entre eles;
  • Remova as galinhas chocas, que costumam insistir em ficar sentadas sobre os ovos. Estimulando-as a levantarem, irá gerar mais espaço para movimentação no local onde estão situados os ninhos. 

E então?

Você pode conferir neste conteúdo algumas dicas valiosas para não errar na hora de construir o seu galinheiro. Buscamos citar as situações que acontecem com maior frequência, assim você deixa o seu processo mais assertivo.

Podemos concluir então, que a base da construção de galinheiro é o espaço e cercamentos adequados. Ambiente com tamanho certo para a quantidade de galinhas, assim como a qualidade da tela para cercamentos são fatores que você não deve ignorar.

Nesse sentido, como já pontuado ao longo do conteúdo, para este tipo de ambiente e finalidade recomendamos a tela de alambrado galvanizada, que possui qualidade garantida. 

Se você quiser saber mais sobre esse modelo e solicitar um orçamento sem compromisso, entre em contato conosco!

Escrito por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *