5 tópicos para entender o papel do arquiteto na construção civil

Publicado em 12 de julho de 2022

É comum que grandes obras da construção civil invistam em projetos arquitetônicos modernos, considerando a sustentabilidade e a tecnologia. E encontrar as melhores ferramentas ou materiais para se chegar nos resultados é papel do arquiteto.

Ao mesmo tempo, o profissional não vai atuar somente na seleção de itens e matérias-primas. O arquiteto também tem funções nas construtoras e empresas do setor que exigem habilidades técnicas e interpessoais. Entenda a importância dessa carreira nos tópicos abaixo.

A atuação dos arquitetos na construção civil

Antes mesmo do início de um curso acadêmico, muita gente se pergunta onde o arquiteto trabalha. E a resposta pode variar muito. Porém, quase sempre se volta para o mercado da construção civil, o que engloba residências, escritórios, condomínios e muito mais.

Esse artigo é para falar dos arquitetos que atuam em construtoras, o que é visto como um primeiro passo para quem quer ter experiência o suficiente para assinar trabalhos autorais. Esse tipo de conhecimento é muito importante para criar uma carreira sólida.

Entre tantas vantagens, o arquiteto na construção civil vai poder aprender sobre todo o ciclo de produção do empreendimento. E isso é bom porque ele atua desde a criação da obra até a avaliação final, que resulta na entrega das chaves para os clientes.

1 – O arquiteto na gestão de projetos

Esse primeiro tópico que temos é para falar do papel do arquiteto que é mais conhecido: o de selecionar materiais. Assim, pensando em um projeto normatizado, ele deve selecionar os materiais específicos para cada atividade realizada no dia a dia das construtoras.

Uma curiosidade atual do mercado que vale a pena destacar tem a ver com o sistema fast track. Nesse caso, os projetos possuem prazos bastante rígidos e rápidos, além do fato de que eles são desenvolvidos ao mesmo tempo em que a construção se inicia.

Na construção civil, a gestão de projetos pode ser vista como um conjunto de ferramentas ou técnicas que auxiliam na busca por um cenário provável de prazos, custos e qualidade. O arquiteto deve fazer parte desse time, assim como outros profissionais.

2 – O perfil técnico do arquiteto da construtora

O próximo tópico é sobre o perfil técnico. Afinal, existem vários tipos de arquiteturas, mas quando se fala sobre a carreira dos profissionais na construção, quais as habilidades são consideradas essenciais para o trabalho?

A dica aqui é se atentar ao fato de que saber muito sobre a parte técnica é importantíssimo. No entanto, o que as construtoras mais buscam hoje em dia é pessoas com um perfil interpessoal, ou seja, que saiba se comunicar e interagir com outros profissionais.

Com base no que está no código 2141 do Ministério do Trabalho e Emprego, considere: “arquitetos e urbanistas elaboram projetos e planos que estejam associados à arquitetura em todas as etapas, desde a definição de materiais, acabamentos, técnicas, métodos e informações”.

3 – A rotina das obras na construção civil

Agora, uma informação que talvez seja a que mais diferencia a atuação do arquiteto na construção para outros mercados: o dia a dia de trabalho. Primeiro porque nem sempre o profissional terá total liberdade para tomar decisões.

Além disso, a rotina de uma edificação é diferente porque é mais rígida. Ainda que se apoie muito em modernidade e tecnologia, existem as áreas de controle de informações e análises críticas que precisam ser compreendidas.

Atualmente, uma expressão muito comum que tem a ver com a rotina operacional de um empreendimento é “cronograma da obra”. Nesse documento devem estar todos os detalhes das atividades que foram listadas no planejamento e seus devidos prazos.

4 – As vantagens do arquiteto nas construtoras

Para as construtoras, o arquiteto pode trazer diversos benefícios desde a criação do projeto até mesmo a execução de uma obra. Afinal, ele vai garantir que o projeto seja concluído no prazo e dentro do orçamento estipulado.

Além disso, ele poderá fazer uma integração importante para os projetos, ligando a construção confiável com os impactos econômicos, ambientais, sociais e culturais. Ou seja, além de seguir os padrões da construção, eles tornam o resultado apresentável.

E o salário do arquiteto de construtoras também entra na lista de pontos positivos para os profissionais menos experientes. Conforme informações do Caged e do salario.com.br, o arquiteto de edificações júnior ganha em média R$ 5,9 mil por mês no nosso país.

5 – A interação com o engenheiro civil

Para terminar esses 5 tópicos sobre o papel do arquiteto nesse mercado, considere que ele é muito confundido com o engenheiro civil, em várias situações e devido ao trabalho próximo. No entanto, cada uma das graduações possuem conceitos distintos.

A Engenharia Civil se preocupa com o projeto e a construção, do ponto de vista da estrutura, como pontes, estradas, edifícios, etc. Já a Arquitetura tem mais a ver com os projetos de construções e a teoria por trás disso, assim acaba estando mais voltado na questão estética.

Por curiosidade, saiba que a diferença entre os profissionais também está no registro profissional deles. O CAU, Conselho de Arquitetura e Urbanismo, indica que o arquiteto está apto a projetar e coordenar construções ou reformas.

Como ser um arquiteto de sucesso na construção civil

Acima temos vários pontos importantes que mostram a atuação dos arquitetos na construção civil. No entanto, não é um passo a passo de como ter sucesso na profissão. Afinal, existem variáveis que importam, desde o conhecimento técnico até o pensamento criativo.

Para quem entende um pouco mais sobre a carreira do arquiteto, o próximo passo é buscar o conhecimento e a experiência para se tornar um profissional dentro desse mercado. Para ajudar você nisso, separamos algumas dicas, confira.

Aproveitamento do espaço

Sem dúvidas, essa é uma expressão muito importante nos dias de hoje e vem ligada a termos como “menos é mais”. Nessa hora, o objetivo do arquiteto passa a ser o de propor soluções inteligentes para os ambientes desafiadores que vão surgir.

O estilo da construção

Outra dica é entender o tipo de arquitetura da construção. Porque por mais criativo que o profissional seja, nem sempre dá para usar toda a imaginação. É preciso filtrar e linkar com a personalidade daquele lugar.

A economia do ambiente

Para fechar, um detalhe que nem sempre se aprende na faculdade. É sobre tornar um ambiente prático e econômico. E dá para fazer isso de vários modos, como com a iluminação natural e com o uso de cercamentos, por exemplo.

Além dessas dicas, a gente já criou um texto que menciona outras ferramentas e técnicas importantes para quem quer se destacar no mercado da arquitetura. Leia aqui.

Para saber mais sobre a arquitetura na construção civil

No nosso blog, nós temos vários artigos informativos que trazem valor para todo arquiteto, do recém-formado ao mais experiente. Os últimos mencionam, por exemplo, os benefícios do plantscaping e a tecnologia para os arquitetos.

Escrito por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *