10 erros no estoque da loja agropecuária que devem ser evitados

Publicado em 15 de fevereiro de 2023

O estoque da loja agropecuária é uma área importante para o negócio. Por mais que a gestão pareça ser simples na relação de comprar um fornecedor e vender para um consumidor, há erros que podem custar muito caro no faturamento do estabelecimento.

Os 10 erros no estoque da loja agropecuária

As operações comerciais da loja agropecuária têm relação direta com o estoque, que se estiver funcionando bem vai trazer vantagens para os consumidores e lojistas. Por isso, é um tema que exige atenção e evitar os erros abaixo é o primeiro passo para fidelizar clientes e vender mais.

estoque da loja agropecuária capa Cercas Cattoni

1 – Entrada de produtos

O primeiro erro comum é não registrar a entrada de todos os produtos. O que mais acontece é que os responsáveis deixam passar aqueles itens e mercadorias de valores menores, como se não tivessem importância na conta final das compras e das vendas.

Além de não deixarem de registrar nenhuma entrada de produto, os gestores de estoque também devem se preocupar em manter a atualização para que as futuras compras possam ser feitas a partir da informação correta. Isso evita a compra em excesso, o qual é outro erro.

2 – Saída de produtos

Da mesma forma que não se deve deixar de lado a entrada de produtos, o mesmo acontece com a saída deles. Imagine um cliente que quer comprar uma mercadoria e você diz que tem no estoque, mas quando vai lá buscar… Ele não está ali.

Geralmente, a falha está em não registrar a venda dos produtos, isto é, a saída da mercadoria da sua loja. Além de permitir um balanço financeiro mais real, a ação correta permite que as novas compras sejam feitas de modo mais assertivo também.

3 – Produtos em excesso

Uma consequência direta da entrada e saída de produtos resulta na compra incorreta deles para repor essa área da sua loja. Sendo que as compras em excesso podem gerar prejuízo e produtos em falta podem fazer você perder cliente.

E mesmo quando a entrada/saída de mercadorias é feita corretamente, o indicado é que se tenha estudos com base no histórico de vendas para fazer uma nova aquisição, de modo muito mais assertivo. 

Aliás, não é legal comprar itens que ficarão parados por muito tempo, concorda?

4 – Produtos em falta

O equilíbrio é a resposta chave para essa dúvida sobre o quanto comprar para repor o estoque da loja agropecuária. Produtos demais geram a chamada obsolescência, que nada mais é do que dinheiro parado. E produtos em falta é um problema que deixa os clientes infelizes.  

Outra dica valiosa que ajuda você a evitar esse erro é conhecer o mercado consumidor e as datas sazonais que permitem o aumento de vendas. Assim, nessas épocas é interessante que se tenha produtos em estoque para atender as necessidades do mercado.

5 – Vencimento dos produtos

A dica número 5 está ligada à validade de diversos produtos que as lojas agropecuárias possuem, como medicamentos e vacinas. Esse pequeno erro trará muitos prejuízos, a começar pelo fato de que o fornecedor não vai fazer a troca dos itens, na maioria das vezes.

Outro ponto negativo que pode ser notado é o de que a confiança do seu consumidor com você será quebrada. Isso acontece a partir do momento que ele notar um produto vencido no seu comércio. Para resolver a questão é simples: organize o seu estoque por ordem de validade de produtos.

E quando eles chegam próximo a essa data de vencimento, o que fazer? É possível pensar em duas possibilidades. A primeira é tentar negociar com o fornecedor para pedir uma troca e a outra é criar promoções para que ele seja comercializado mais rapidamente.

6 – Armazenamento dos produtos

O armazenamento de produtos é outro erro que gera prejuízos financeiros e pode refletir negativamente na imagem da loja, ao passo que existem várias mercadorias que devem ser guardadas ou estocadas de modo exclusivo para manter suas características originais.

Por exemplo, as rações e os medicamentos. Para todos os casos, vale a pena levar em conta a instrução apontada pelo fabricante. Outra dica valiosa é não misturar categorias de produtos no estoque, como fertilizantes e rações.

7 – Relacionamento com fornecedores

A sua relação com o fornecedor deve ser de parceria, ao passo que os dois devem sair ganhando nesse negócio. Com esse viés é mais fácil negociar preços, prazos e entregas; o que também gera efeitos positivos para os seus clientes.

Evitar esse erro de ter o fornecedor apenas como uma empresa e não um parceiro pode trazer complicações. Entre as situações, a mais comum é na hora de trocar produtos vencidos ou conseguir promoções para abastecer o seu estoque.

Na hora de escolher um bom fornecedor, vale a pena avaliar alguns critérios. Por exemplo, a reputação da marca, que deve ser conhecida pela qualidade dos seus produtos e entrega rápida.

8 – Acompanhamento de investimentos

A falta de acompanhamento dos investimentos feitos pela sua loja agropecuária também incide diretamente no estoque. Porque sem esse dado vai ser difícil saber qual é o momento certo de aproveitar uma promoção com o fornecedor ou liquidar o estoque, por exemplo.

Outro detalhe é que conforme o planejamento de recursos financeiros dá para saber se o estoque vai aumentar, o que permitiria mais produtos armazenados para a venda. Então, apesar de nem todo gestor avaliar isso, os investimentos são importantes para o estoque.

Existem várias estratégias comerciais para uma loja agropecuária que funcionam bem dependendo do estudo sobre o público-alvo. Então, se questione sobre o que seu cliente busca e como permitir a melhor experiência para ele.

9 – Falta de relatórios

A partir da entrada e saída de produtos, da quantidade de itens, dos próximos aos vencimentos e muito mais, o seu estoque vai funcionar de modo mais saudável. Com as informações em mãos será possível tomar atitudes mais rápidas e eficazes.

Então, vale a pena criar o hábito de fazer relatórios periodicamente para entender como estão as vendas da sua loja e já pensando no estoque. Essa é uma dica de gestão que vale para qualquer negócio, inclusive, para quem vende produtos agropecuários.

Atualmente, esses relatórios são necessários para que se chegue aos melhores resultados dos principais indicadores de desempenho do mercado. Por exemplo, ticket médio da loja, faturamento, volume de vendas, fluxo de caixa, perda de estoque, entre outros.

10 – Uso da tecnologia

O último erro que vamos mencionar neste conteúdo tem relação com o uso da tecnologia. Existem muitos comerciantes e empreendedores que abrem mão das ferramentas atuais. No entanto, diferente do que pensam, os velhos métodos não funcionam melhor.

A tecnologia trouxe muitos avanços para o comércio, como a possibilidade de ter dados em tempo real e gerar relatórios a qualquer momento. Essa profissionalização do estoque da sua loja deve estar nos planos dos seus novos investimentos.

Entre as principais vantagens da tecnologia para uma loja agropecuária, podemos mencionar alguns casos reais do mercado. Por exemplo, a maior produtividade no trabalho, melhor experiência de venda, mais visibilidade e posicionamento da marca, além da assertividade nos processos internos.

estoque da loja agropecuária Cercas Cattoni

O que vender na loja agropecuária

Por um lado evitar os erros no estoque que podem comprometer o seu negócio vai ajudar no aumento do faturamento e fidelização de clientes. Mas, por outro, fazer as escolhas certas das mercadorias que formaram o seu mix de produtos colabora na mesma medida para o sucesso.

Leia também – 3 dicas para fazer o gerenciamento de estoque na loja agropecuária

Entre eles arames e cercas, acessórios para maquinários, medicamentos veterinários, itens para plantio, químicos para plantações e os equipamentos de montaria. E o novo ano está só começando, o que quer dizer que você já tem uma meta de vendas, não é?